segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Lágrimas do abandono


Estou de frio
gélido ,calado
amargurado por dentro
ao despencar no horizonte
um vento soprando prudente
fico trancado carente

a congelar meu ego
sem forças, sofro
pelo frio e pelo amor,
os dois tão idênticos rompem
um peito sofrido
um coração partido
sem o acaso para o depois
que deixou me por paixões...
assim fico a sós comigo mesmo
com frio nessa noite de denso inverno
sendo o que mais queria era seu
abraço morno retirando
meu transtorno de tudo terminado
vou ficando cansado do frio
meus olhos formam rios
de lágrimas de abandono...

Nenhum comentário:

PoemasVersosPoesias

PoemasVersosPoesias
A origem da vida...é o ciclo em movimento.

Esse Blog é para os amantes da poesia ,versos e poemas

Minha foto
ELDORADO DO SUL, RGS, Brazil
Um escritor que vive no anonimato Graduado em gestão imobiliária e licenciado em Geografia.