segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Lágrimas do Abandono

Lágrimas do Abandono

Estou de frio,

gélido caladoamargurado

por dentro

ao despencar no horizonte

um vento soprando prudentefico

trancado carente...

congelando meu ego

sem forças,

pelo frio,

pelo amor.

dois tão iguais rasgam meu peito sofrido,

um coração partido

sem o acaso para o depois

deixou me por paixões...

assim fico a sós

com frio nesta noite de denso inverno,

sendo o que ou mais queria

era seu abraço ,

morno,

retirando meu transtorno de tudo terminado;

vou ficando cansado do frio

meus olhos formam rios
de lágrimas do abandono.

Nenhum comentário:

PoemasVersosPoesias

PoemasVersosPoesias
A origem da vida...é o ciclo em movimento.

Esse Blog é para os amantes da poesia ,versos e poemas

Minha foto
ELDORADO DO SUL, RGS, Brazil
Um escritor que vive no anonimato Graduado em gestão imobiliária e licenciado em Geografia.