domingo, 23 de março de 2014

Amor ao relento

Quero envolve lá em meus braços
 para a proteger do vento
quero seu corpo mais um tempo
Quero teus lábios,
Quero teu todo,
Sinto o quebrar das ondas na
 maestria do mar
Iluminadas pelo luar
Seu corpo meu corpo
O orvalho nosso leito
Vejo o brilho de teus olhos,
 teus cabelos ao vento,
 pois só agora acredito esse momento é real...
A noite vai se sumindo,
E esse a amor fatal me ameaça
Me deixa imune as vezes ate me pune
Mas hoje, é, o agora, eu, você  e as
 ondas ate o chegar da Aurora...

Gilliard Xavier

Nenhum comentário:

PoemasVersosPoesias

PoemasVersosPoesias
A origem da vida...é o ciclo em movimento.

Esse Blog é para os amantes da poesia ,versos e poemas

Minha foto
ELDORADO DO SUL, RGS, Brazil
Um escritor que vive no anonimato Graduado em gestão imobiliária e licenciado em Geografia.