quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Uma trilogia poética em homenagens para "as Mulheres"


Mulher
Quero teu mel, como se fosse teu dono

em muitas noites sem sono

após nosso encontro

fico a andar, vagar,

pelos noturnos das ruas na procura

de tuas curvas para apreciar;

mulher majestosa, glamurosa

a mais bela criação

surgiu do nada e desabrochou

entregue se aos desejos da alma

e liberte seu coração

se quiseres assim fico

de braços afoitos na espera

de beijos de tua simples boca

para relatar tuas paixões,

ficando apenas sussurros

de uma noite de amor...




Mulher carente

Caio em tuas curvas,

Sedentes;

Acolhido por seus braços

Fico a mirar teus traços

Imune de desejar o inesperado

Ficando ao seu lado ,

Fascinado;

Por vastas caricias recebidas

Toda despida e inconseqüente;

Mulher carente

Se mostra diante de meus olhos

Ressaltando sonhos perdidos

Loucuras impreensendiveis ,

Diante do céu repleto de estrelas

Não se importando com o pedido

De ser minha amanhã...

Ficando visíveis a causa do desejo

sendo seus beijos a força da paixão

fico sedente

com um olhar inocente

a espera dessa mulher carente...



Menina inocente

Perto ou longe

Giro, penso, imagino

Até sonho

Com o teu doce beijo

Andando, fico a tua procura

E também de teu olhar

Fazendo me amar

Mais a vida ,

Por seres meu destino

Nem imagino me

Longe de teu calor,

Teu fervor é o que

Mais quero

Sempre espero,

A hora certa para navegar

Em tuas curvas

E naufragar em teus oceanos

Suspensos em teu olhar,

Que me faz delirar com

Teu sorriso de menina

Frágil,

Indefesso e

Inocente, menina...


Gilliard Q. Xavier

Nenhum comentário:

PoemasVersosPoesias

PoemasVersosPoesias
A origem da vida...é o ciclo em movimento.

Esse Blog é para os amantes da poesia ,versos e poemas

Minha foto
ELDORADO DO SUL, RGS, Brazil
Um escritor que vive no anonimato Graduado em gestão imobiliária e licenciado em Geografia.