sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Alucinado



Alucinado

Peço vida com clemência

Uma trégua para o caos

Nem que leve quase toda Minha existência ;

Desde que por momentos me proporcione Felicidade ...

Peço um tempo para o tormento ,

que se alastra como peste ;

Peço calma ao meu retiro

Que escurece meu recesso

Peço luz ao meu espírito

que vaga pelo ermo do nada

Ando tão alucinado com oque acontece,

decepcionado com a demora de tudo,

com a espera de nada...



Nenhum comentário:

PoemasVersosPoesias

PoemasVersosPoesias
A origem da vida...é o ciclo em movimento.

Esse Blog é para os amantes da poesia ,versos e poemas

Minha foto
ELDORADO DO SUL, RGS, Brazil
Um escritor que vive no anonimato Graduado em gestão imobiliária e licenciado em Geografia.