sábado, 2 de novembro de 2013

O mesmo de ontem


Mesmo de ontem
Esse tal silêncio oportuno
me faz esperar, os dias que não
chegam e as horas que não passam
Sempre á mesma coisa sem graça.
Da vida as feridas que fecham e tornam
a doer...
E esse coração que não para de bater,
para acabar com essa aflição
que dizem não ter cura
que chamam de solidão.

Nenhum comentário:

PoemasVersosPoesias

PoemasVersosPoesias
A origem da vida...é o ciclo em movimento.

Esse Blog é para os amantes da poesia ,versos e poemas

Minha foto
ELDORADO DO SUL, RGS, Brazil
Um escritor que vive no anonimato Graduado em gestão imobiliária e licenciado em Geografia.